Benefícios do Google Tag Manager: Apresentação

Benefícios do Google Tag Manager: Apresentação

940 262 avantare
  • 0

O Gerenciador de tags do Google (Google Tag Manager) oferece a capacidade de criar e atualizar as tags com velocidade e qualidade

Buscar e implementar novas ferramentas e fazer testes para buscar melhores resultados são exemplos de ações que fazem parte da rotina habitual de todo profissional de marketing digital. Entretanto, quando a execução dessas tarefas envolve a instalação de códigos em páginas do site, é necessário o suporte de um desenvolvedor (caso este profissional não tenha habilidade com programação).

Neste artigo você vai saber:

  • Qual a funcionalidade do Google Tag Manager
  • Quais benefícios o uso do GTM pode trazer ao seu site
  • Como instalar o tagueamento do Google Tag Manager no seu site e como integrá-lo ao Google Analytics
  • Bônus: indicação de treinamentos gratuitos sobre a ferramenta.

O GTM possibilita, entre outras coisas, monitorar visitas, conversões, manipular dados no data layer, entre outras métricas, além de ativar gatilhos para ações em seu site ou aplicativo com praticidade e qualidade. É possível trocar um código em todas as páginas do seu site simultaneamente e tudo isso sem precisar dar o  acesso do FTP a terceiros.

Benefícios do Google Tag Manager

  • Velocidade: Novas tags podem ser implementadas rapidamente, sem a necessidade de inclusão de código no site (versão de homologação, produção etc). O que acelera o aproveitamento de oportunidades de marketing
  • Flexibilidade: Com o GTM a equipe de marketing tem maior flexibilidade na implementação de tags. Benefícios também para a equipe de TI que poderá estar mais focada em problemas mais críticos para o negócio
  • Tagueamento rápido de eventos: Possibilidade de automação no tagueamento de eventos de clique. Acelerando o entendimento do comportamento dos usuários com os diversos elementos da página.
  • Permissionamento: Flexibilidade para a administração das tags, onde uma empresa pode criar tags, macros e regras e a equipe interna pode controlar as atualizações no site.
  • Versionamento: Cada versão é armazenada e datada, caso haja algum problema a versão anterior poderá ser reativada imediatamente.
  • Testes: Antes de cada nova versão ir ao ar testes poderão ser realizados sem interferir na operação do website.

Como usar o Google Tag Manager

Antes de te mostrar como implementar o Google Tag Manager no seu site, vamos falar sobre a base da ferramenta, que são as tags, acionamentos (ou triggers) e variáveis.

Tags: são os scripts que você inclui na programação do site para executar determinada ação. Scripts são códigos que funcionam como guias, seguidos por sistemas computacionais, processando informações para serem transformadas em ações pelo programa principal. Exemplos: tag de remarketing e tag de conversão do Adwords.

Acionamentos: Acionamentos ou triggers servem para indicar quando uma tag será ativada. O acionamento pode ser determinado por um carregamento de página, um clique ou preenchimento de formulário, por exemplo.

Variáveis: As variáveis são informações adicionais que servem para melhorar e automatizar ainda mais a ação das tags, acionadores e outras variáveis.  

Confira o passo a passo de como instalar o Google Tag Manager no seu site/aplicativo

 

 

 

 

 

 

 

 

1) Acesse o site Google Tag Manager e faça login ou crie sua conta.

2) Crie um contêiner (onde as tags específicas de cada site ou página fica armazenada). Nesta hora, você escolhe se as tags serão criadas para um site ou aplicativo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3) Após ler e aceitar os termos de serviço da ferramenta, a conta está criada e gera automaticamente um tagueamento para inserir no seu site para ter a ferramenta funcionando.

4) Copie o código e cole em todas as páginas do seu site, inserindo-o imediatamente após a tag de abertura <body>.

Como integrar o Google Tag Manager com o Google Analytics

 

 

 

 

 

 

 

 

1)No painel principal, clique em “Adicionar uma nova tag”. Existe a possibilidade de implementar tags pré estabelecidas ou criar tags livres em HTML.

2) Nomeie e clique em configuração da tag. Escolha a opção Universal Google Analytics.

3) Faça as configurações de acordo com os seus objetivos

4) Depois, escolha um acionador que, no caso do Google Analytics, costuma ser em todas as páginas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caso não queira em todas as páginas, também é possível adicionar exceções.

 

Agora é só salvar e pronto! O Google Analytics estará integrado ao Tag Manager em todas as páginas do seu site.

Saiba mais sobre o Google Tag Manager neste tutorial.

Caso queira aprofundar ainda mais seus conhecimentos em Google Tag Manager, confira o treinamento gratuito oferecido pelo Google.

Veja também:  8 motivos para começar a usar o Google Tag Manager.

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado.