Google Tag Manager: 8 motivos para começar a usar

google tag manager

Google Tag Manager: 8 motivos para começar a usar

1024 335 avantare
  • 0

O Google Tag Manager é uma ferramenta gratuita do Google onde você coloca apenas um código no site (uma Tag única do próprio Google) e, a partir daí, instala vários serviços sem precisar mais alterar o código. Essa ferramenta traz mais flexibilidade aos profissionais de marketing e permite que os webmasters relaxem e se concentrem em outras tarefas importantes. E também melhora a performance do seu site, já que acaba com uma grande quantidade de código que poderia dificultar o seu funcionamento.

Se você ainda precisa que alguém o convença de por que o GTM é uma ótima opção, aqui vão 8 razões para você começar a usar o gerenciador de tags do Google agora!

A melhor escolha a longo prazo

Atualizar para o Universal Analytics pode ser incômodo se você precisa fazer várias mudanças de código, de página, etc. Ao invés disso, use o gerenciador de Tags do Google para fazer a mudança gradual para Universal Analytics, testando ao longo do tempo. Implementar o GTM vai demandar o mesmo trabalho que você teria para atualizar para o Universal, mas o Tag Manager terá futuros upgrades bem mais simples, uma vez que as mudanças podem ser feitas através do GTM e não através de cada página do seu site.

tag

Velocidade

Mudanças e novas Tags podem ser colocadas em prática rapidamente e não requerem alterações de código para o site. Isso é ótimo para os profissionais de marketing, porque eles podem acelerar o tempo de lançamento testando cada mudança sozinhos, alterando e implantando quando tudo estiver pronto – e sem precisar envolver um desenvolvedor.

Flexibilidade

O Google Tag Manager é ótimo para os profissionais de marketing porque eles não precisam envolver um desenvolvedor para mudar uma simples Tag.  Isso libera tempo para os desenvolvedores se concentrarem em grandes projetos. Por outro lado, desenvolvedores e equipes de TI vão adorar o GTM para os recursos mais robustos (que vamos listar abaixo), além da personalização.

Opções de depuração

É essencial se certificar que as suas Tags funcionam antes de publicá-las no site. O GTM permite testar pessoalmente e depurar cada atualização no seu browser antes de colocá-la no ar.

Controle de versões

Cada vez que você publicar uma mudança, o GTM cria uma nova versão, que ficará arquivada. Se você precisar reverter para uma versão pré-existente, você poderá fazê-lo facilmente. Esta também é uma ótima maneira de manter as Tags organizadas e evitar problemas.

Permissões de usuário

O Google Tag Manager permite definir permissões para usuários individuais que incluem ver, editar e publicar. Você pode controlar internamente quem pode fazer atualizações no site e permitir que um fornecedor (como a Avantare) ajude na criação de Tags, Macros e Regras para ajudar com o Google Analytics e em publicidade.

Built-in Tags

O GTM incluiu Tags para a versão clássica e o Universal Analytics, para conversões do AdWords, para remarketing, e outras plataformas de anúncios. Isso é extremamente útil para profissionais que estão começando a usar o GTM e não têm experiência de codificação. Isso permite personalizar as Tags com apenas algumas informações, sem a complicação de implementação de código.

Acompanhamento de eventos

O GTM acaba com a complicação de marcar manualmente cada link que você quer acompanhar com atributos individuais onclick para enviar eventos para GA. Em vez disso, você pode direcionar links ou botões de atributos que já estão no link ou usar uma nomenclatura padronizada (como atributos dos dados).

 

Entenda mais sobre o Google Tag Manager nesse tutorial

 

Procurando melhorar sua performance online com profissionais apaixonados por resultados? Conheça os serviços de Analytics & BI da Avantare!

 

Fonte: LunaMetrics / Imagem: Freepik

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado.